10 Mitos e Verdades sobre o Parto Normal

1 - "A recuperação da mulher é mais rápida no parto normal"

Verdade

O parto normal permite que a mulher retome as atividades da sua rotina mais rápido, portanto, trabalha mais a musculatura, enquanto a que faz cesárea pode demorar um pouco, devido às restrições de movimento e o tempo de cicatrização do corte cirúrgico. A mulher que faz o parto normal também tende a contrair o útero e perder os quilos ganhos na gestação mais rápido, além de ter menos chances de sangramentos.


2 - "A mulher que fez cesárea antes não pode ter parto normal na próxima, pois não dilata"

Mito

Se for só uma pode sim!

A restrição é recomendada (não obrigatória) para mulheres que já passaram por 2 ou mais cesáreas, pois os cortes anteriores aumentam os riscos de haver rompimento e hemorragia, mas isso não interfere na dilatação ou qualquer outra fase do trabalho de parto.


3 - "A episiotomia é obrigatória no parto normal"

Mito

A episiotomia é um corte na região do períneo (entre a vagina e o ânus), que era feito para facilitar a saída do bebê e proteção da mãe antigamente, porém, estudos mais atuais apontam que essa técnica além de não ser necessária para a saída do bebê também não protege a mãe de nada, inclusive demora mais para cicatrizar do que uma laceração espontânea (quando o corte acontece na saída do bebê).

4 - "Parto normal dói e demora demais"

Depende

Você pode ter um parto normal e indolor se optar por fazer uso de anestesia e hormônios ou, caso tenha uma boa resistência a dor, pode tentar fazer o natural. É interessante também apontar que a questão de que deve haver uma dilatação mínima para poder aplicar anestesia também é mito. Sobre a demora, há mulheres que entram em trabalho de parto e já têm o bebê rapidamente, algumas nem conseguem chegar ao hospital de tão rápido, da mesma forma que tem as que demoram até 3 dias entre o trabalho de parto e o nascimento. Não tem como prever isso, mas há estudos que comprovam que o estresse e a ansiedade dificultam o processo, estando relacionados a partos mais longos e doloridos, por causa dos hormônios que essa emoções nos fazem excretar. Então, quando a hora chegar, tente relaxar e focar em coisas boas!

5 - "Parto normal é a mesma coisa que parto natural"

Mito

Ambos são partos vaginais e sem corte cirúrgico, porém, no parto natural não há nenhuma intervenção farmacológica também, ou seja, sem anestesia, antibióticos, analgésicos, hormônios etc.

6 - "Parto normal é melhor para o bebê e faz o leite descer mais rápido"

Verdade

Se a gestação não tiver nenhum risco para a mãe ou para o bebê, o parto normal é o mais indicado, pois a passagem pelo canal vaginal prepara o pulmão do bebê para o ambiente externo, pois a pressão ajuda a excretar o líquido amniótico interno, além de possibilitar o contato com microrganismos que vão prevenir diversas doenças no futuro e ainda auxiliar na formação de uma flora intestinal saudável para o recém nascido. Quanto á descida do leite, entrar em trabalho de parto já é "meio caminho andado" para acelerar esse processo, pois o fator hormonal está diretamente relacionado, porém, o que realmente faz com o que isso seja mais rápido no parto normal é o fato de ter o contato pele a pele assim que o bebê nasce, principalmente, se o bebê mamar na primeira hora de vida. Isso ocorre porque esse contato e o estímulo no movimento de sucção no peito fazem a mãe secretar hormônios que aumentam a produção de leite.

7 - "O parto normal deixa o canal vaginal mais largo e demora mais para poder voltar a ter uma vida sexual"

Mito

A musculatura da vagina é elástica e volta ao normal depois do nascimento do bebê. A quarentena sem sexo recomendada após ter um bebê é válida para qualquer tipo de parto, inclusive cesárea, pois tem mais a ver com o risco de infecção do que com o tamanho do canal vaginal.

8 - "Fazer exercícios durante a gestação e no trabalho de parto ajuda no parto normal"

Verdade

Exercícios trazem inúmeros benefícios para a gestante - sempre seguindo as recomendações médicas e limites físicos e fisiológicos de cada uma - como uma boa flexibilidade e abertura óssea adequada, maior resistência ao processo em si e facilidade em fazer força na hora certa, além de menores chances de ter câimbras. Os exrcícios certos durante o trabalho de parto também


9 - Bebês grandes ou com circular de cordão umbilical podem nascer pelo parto normal

Depende Primeiramente devemos nos perguntar "o que é um bebê grande?". Dá pra ter uma noção do tamanho e peso do bebê pelos ultrassons que são realizados no pré-natal, bebê com mais de 4 kg são considerados "grandes", mas isso vai depender da estrutura da mãe, a cesárea nesse caso só é recomendada se a bacia da pelve não for muito larga e o peso do bebê realmente interferir no processo. A circular é quando o cordão se enrola no pescoço do bebê, mas ao contrário do que a maioria pensa, isso não “enforca” a criança e pode ser facilmente desenrolado pelo médico durante o parto, depois da passagem da cabeça. O parto normal só não é recomendado se o cordão for muito curto ou estiver muito enrolado, não só no pescoço, como por todo o corpinho do bebê, porque nesse caso o tamanho do cordão não vai permitir a saída segura pelo canal vaginal.

10 - A falta de dilatação é um impedimento para o parto normal?

Mito

Não existe ‘falta de dilatação’, normalmente é só falta de paciência para esperar as contrações atuarem no colo do útero. A dilatação pode começar bem e parar durante o parto também, principalmente se a gestante ficar nervosa, pois o estresse ativa a secreção de adrenalina que atua inibindo o processo do trabalho de parto. Essa pausa pode ser retomada com soro e medicações ou com exercícios e massagens que ajudem a mamãe a relaxar. O importante nesses casos de demora ou pausa das contrações é manter a avaliação dos sinais de vida do bebê o mais frequente o possível, pois é isso que vai dizer realmente se está tudo bem ou se é necessário uma cesárea de emergência.



Mamães que fizeram ou querem fazer cesárea: Essa escolha é única e exclusivamente de vocês! Esses fatos que trago não são ataques á vocês e vocês não são menos mães por optarem pela cesárea por qualquer motivo que seja! O objetivo aqui é apenas informar, pois uma mãe bem informada tem bem menos risco de sofrer violência obstétrica e não ter seus desejos respeitados! :)

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo